sexta-feira, fevereiro 26, 2010

Gosto da Isabel [2]

Continuando a minha opinião sobre a Personagem da Andriana Birolli em "viver a vida".

No capitulo de ontem (25/02) a Isabel estava com a mãe e a irmã no antigo quarto da Luciana, ouvindo a mãe se lamentar por não ter mais a filha "querida" por perto. Em mais uma de suas pérolas Isabel suplica por atenção, carinho. Ela diz para mãe que agora que a filha "querida" tinha saido de casa, que ela poderia usar o tempo que sobra para dar atenção as duas filhas que restaram na casa, que elas necessitam dela as vezes muito mais que a Luciana.


Este tipo de atitude tras a tona um problema anterior a personagem atual, um problema nascido na infancia dela, onde foi marcada pela rejeição velada da família, e que hoje se manifesta de forma as vezes agressiva, pedante e egoísta.


Continuo dizendo que gosto dela, não por pena, mas pela riqueza que esta personagem trouxe a trama de Manoel Carlos, revelando que não depende de dinheiro, credo e raça. Uma estrutura familiar forte e livre de calos sustenta qualquer problema posterior. A Isabel é fruto de uma estrutura familiar fraca e de fachada.

Nenhum comentário: