sexta-feira, março 06, 2009


Fico me perguntando se é válido entrar em uma discussão com alguém que não sabe muita coisa sobre o tema. É realmente necessário colocar na mesa suas questões e opiniões referentes a determinados aspectos da sociedade ou é melhor deixar pra lá e seguir com seus pensamentos?

Até que ponto é prazeroso fazer alguém feliz e se martirizar por não ser? Como alguém consegue criar um personagem e sustenta-lo por muito tempo? Não falo sobre personagens literarios, esses devem ser eternos, falo de máscara, corpo, gente, pessoal.

E se esse personagem fosse bem moral, cheio de "princípios", "ética", "poderoso", mas na verdade ele é imoral, cheio de preconceitos, fala de todo mundo, e de poderoso não tem nada.

Fico me perguntando porque alguém fingi em dominar, mas nem o próprio vício consegue sustentar.

Eu tenho uma grande vontade de falar, mas descobri que é melhor não entrar em discussões vázias.



Mas complexo que abrir porta de geladeira.

Nenhum comentário: